Turquia: Tetimonio de Eynar Ueda

Este viajem a Turquia foi pra mim uma coisa nova, um descobrimento de uma cultura , o descobrimento de mi mesmo, da historia da igreja, conhecer todos os dias mas profundamente a Assunção e a seus integrantes, viver o espírito da vida da Assunção, conhecer o maior maior, maior maior, pai da Assunção como o chama o pai Bernard, viver numa vida diferente a minha vida foi uma coisa muito boa para mim e que jamais vou esquecer mais por essa ração tenho que dar graças a Deus, escutar o papa foi algo que de verdade toco meu coração e me fiz sentir a fede.
 

Istambul é uma cidade muita vela, onde queres que você olhe tem grandes monumento e construções, é vela de dia e durante a noite, o entardecer e de manha, passar da Ásia a Europa numa pequena embarcação somente em media hora é surpreendente e cheio de sentido histórico,

que me faz entender porque a Turquia é um pais tão grande e rico em historia: é simplesmente porque ; ¡tem o passo entre os dos continentes!.  Saber que concilio Vaticano tiveram feitos lá nesse pais, próximo de onde eu fiquei, olhar a cultura muçulmana escutar a pegaria de dia y pela tarde, conhecer a eles e dar ração de que sãos como nós os Cristãos que somente amamos um só Deus que sei, que e o único Deus, ver sua paixão e devoção e a fede, que tem celebrada de maneira diferente, su paixão de tem sentido y de dar uma direcção ao dia é algo muito importante que me faz uma riqueza lotada de alegria.
 

Este período em Turquia, este viajem cheio de descobrimentos. O tenho vivido ao lado de grandes pessoas, desde os pais da Assunção que ficam em Turquia com a comunidade de Oblates de la Assunção, foi uma óptima ajuda, compartir a cidade com o Pai Yves e todo seu conhecer da historia, passear na embarcação com o pai Xavie se amabilidade e gentileza,

comer a comida das irmãs Françoise e Odile e compartir com interessa cultura da irmã Monica fizeram de meu viaje sentir-me em casa e não no pais estrangeiro, também tenho que falar de os Pais Daniel, Bernar e Andre com eles tenho vivido bons momento agradabilíssimo e comparti a cidade, juntos vivemos este viajem cheio de cultura e da historia, desejo que para todo fosse o mesmo, em especial o pai Richard com quem teve a oportunidade de falar mais e de conviver já que somente tenhai lido de ele agora já o tenho conhecido, o agradável acompanhamento dos pais que tem vindo da Itália e o nosso simpático pai Russo.

A monsenhor Luois Armel Platre e a irmã Felicia com quem tenho visitado a catedral um dia antes de que o papa fora para celebrar a missa, ele quem me deixo entrar e irmã Felicia porque sempre fico connosco em todos os momento, fazendo o viajem mais agradável para todos, deixando claro que as O.A. sempre estão com os pais, que sempre formam parte da comunidade e que estão presentes nos bons tempos e nos piores tempos.

A missa celebrada na catedral onde teve a oportunidade de ver ao papa onde pude sentir a emoção da gente, a alegria do pequeno povo Cristiano dentro de Istambul, ver ao papa pela primeira vez na minha vida foi algo impressionante cheio da alegria, me tem feito sentir a fede cristiana, a fede em Deus e na sua igreja, graças a ele e essa tão especial missa para mim, lembrarei sempre da minha fede católica, tenho sentido mesma vez a fede, de novo sei que com a fede podemos fazer todo o que nos gostemos, chegar ate onde ninguém pode ver nem imaginar.

Este viajem foi tão rico que e não posso o-descrever numas simples palavras mais de qualquer maneira eu tenho tentado. Graças a todos quines fizeram isso possível a os pais da Assunção por me deixar compartir este momento, as O.A. por estar sempre presente, todos ajudaram a esta pequena alma que cresce dentro da sua família.

Neste viajem tenho completamente recuperada minha fede, melhor recordo da Turquia não posso ter.

Mesma vez graças aos filhos de Emanuel d’Alzon, agora sei bem que gosto da Assunção e gostaria de ficar sempre com ela, mais tenho que descobrir si ela gosta de mim.
 

Eynar Ueda
eynahen_ueda@yahoo.fr

HOME